DHEA – Antídoto natural contra o envelhecimento

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

Até parece sigla de um departamento de Estado, mas não, é um dos nossos hormônios mais importantes.
É considerado uma super estrela dos hormônios como sugere Dr. Wiliam Regelson, oncologista do Medical College of Virginia, em Richmond, no livro Super-Hormônio: O Antídoto Natural contra o Envelhecimento (Editora Record, 1998). Ele alega que o DHEA (desidroepiandrosterona) rejuvenesce praticamente qualquer sistema orgânico e por isso “melhora o bem-estar, a aparência e o pensamento”.
Produzido pela nossa glândula supra-renal, sendo na verdade uma transformação do hormônio cerebral pregnenolona.

Lembrar que até 25 anos a taxa deste componente orgânico é crescente e após este período começam a declinar:

Massa muscular: por escassez desta substância o ser humano perde 3 kgs de músculo a cada década depois da idade adulta.

Força física: ao envelhecer, os feixes de músculos e de nervos motores se deterioram. Dos 30 aos 70 anos a pessoa perde em média, 30% das unidades motoras em todos os grupos musculares estudados.

Gordura no corpo: dos 25 aos 65 anos, o ser humano dobra a proporção de gordura em comparação a massa muscular por falta desta substância. Por falta deste hormônio há uma condição desfavorável a flora intestinal simbiótica passando a disbiose diminuindo as bacterioidetes e firmicutes.

Capacidade aeróbica: o uso efetivo do oxigênio declina 30 a 40% entre os 25 e 65 anos.

Taxa metabólica basal: ao passar do tempo, por falta deste hormônio, declina 2% a cada 5 anos após os 25 anos. É de quantas calorias nós precisamos para nos sustentar.

Pressão arterial: a pressão arterial terá que se elevar para atingir todos os nossos órgãos, as artérias trocaram seus tecidos musculares por gorduras também.

Densidade óssea: com o equilíbrio hormonal desfeito, há uma alteração no ph que cria nano-bactérias que deslocam o cálcio dos ossos.

Quando estamos em estresse este hormônio é usado para equilibrar as funções orgânicas, portanto quanto mais stress menos dhea.

Tratar o estresse e reforçar a produção deste hormônio são possibilidades reais nas terapias complementares utilizando as Essências Vibracionais Fisioquantic®.

Odair Capelozza é terapeuta naturista com pós-graduação em Terapias Holísticas Vibracionais. Domina várias outras técnicas terapêuticas.

twittergoogle_pluslinkedinrssyoutube