ALQUIMIA DOS SABORES

Facebooktwittergoogle_plusredditpinterestlinkedinmail

por: Heloisa Bartol Mazzotti

Tempero significa aquilo que realça o sabor, acentua o perfume e enriquece a cor
Saiba como cultivar algumas ervas em casa e dar mais alegria aos seus pratos
“Comida sem tempero é algo semelhante à vida sem alegria. Ou seja, é um componente usado em pequenas quantidades para tornar a comida mais agradável em todos os sentidos, não só ao paladar. Tempero também significa remédio, e atualmente, é bastante difundido por seu poder terapêutico”, informa a mestre em Engenharia de Alimentos, Heloísa Bartol Mazzoti.
Tempero significa aquilo que realça o sabor, acentua o perfume e enriquece a cor
Saiba como cultivar algumas ervas em casa e dar mais alegria aos seus pratos
“Comida sem tempero é algo semelhante à vida sem alegria. Ou seja, é um componente usado em pequenas quantidades para tornar a comida mais agradável em todos os sentidos, não só ao paladar. Tempero também significa remédio, e atualmente, é bastante difundido por seu poder terapêutico”, informa a mestre em Engenharia de Alimentos, Heloísa Bartol Mazzoti. O que seria da pizza sem o orégano, o “best-seller” dos temperos? Alguns pratos são especiais exatamente por terem em seu preparo ervas que garantem o aroma e sabor. Alecrim, cebolinha, coentro, erva-doce,hortelã são alguns temperos que valorizam o prato,além disso eles são responsáveis por facilitar a digestão e fortalecer o sistema imunológico. “Sua ação mais picante e saborosa reduz a quantidade de sal, e isso auxilia no controle da pressão arterial, promovendo
o melhor funcionamento dos sistemas linfáticos e circulatórios”, reforça Heloísa.
Se a vida está corrida, falta espaço suficiente para cultivar uma horta em casa ou no apartamento e os produtos orgânicos possuem preço mais elevado, está na hora de adaptar-se às circunstâncias e preparar sua miniplantação, que vai lhe garantir vários benefícios.
A mestre em engenharia de alimentos destaca vantagens de cultivar uma horta em casa: “Do prazer da jardinagem à cozinha, melhoramos nosso humor, regulamos nossa biodisponibilidade às vitaminas e sais minerais, tratamos pele, cabelos e unhas, retardamos os efeitos do envelhecimento, cuidamos de nossa saúde física e mental, entre outros.”
Outro ponto que ela destaca é que, quando cultivamos a horta em casa, damos mais atenção ao alimento que vamos comer. Isso mantém a mente ativa, facilita a ingestão e digestão desse alimento, sendo um aliado de quem quer emagrecer. A diminuição do sal, que é responsável pela retenção de líquidos, também melhora a sensação de bem-estar quanto ao peso.
DICA
Heloísa Bartol Mazzoti diz que as hortaliças e temperos têm efeitos aromáticos, os quais são rapidamente perdidos após a colheita. Por isso, a horta em casa permite o uso logo após a colheita, preservando todos os compostos aromáticos e anti-oxidantes no prato, tornando este desejável e completo.
Para ter em casa uma mini-horta você precisa de:
– uma jardineira ou vaso
– argila expandida
– manta de bidim
– substrato, que é um composto de terra
– mudas de ervas
Coloque na jardineira ou vaso a argila expandida, cubra com a manta de bidim, pois ela é responsável por manter a umidade, coloque o substrato e, em seguida, ajeite as mudas, cubra com um pouco mais de terra sem apertar, apenas acomodando-a. O local ideal para a horta é em um espaço que possa receber o sol da manhã. Feito tudo isso, basta regar apenas uma vez por dia e, em pouco tempo, terá cultivado seus próprios alimentos.

twittergoogle_pluslinkedinrssyoutube